JCB e PMU firmam parceria para desenvolvimento de apostas

19/10/2015 - 11:03

O presidente do JCB, Carlos Palermo, o vice-presidente de Marketing, Sergio Barcellos, e o vice-presidente de Comissão de Corrida, Pedro Laudo de Camargo, estiveram na França no início de outubro, para a assinatura do contrato da nova gestão das apostas nas corridas de cavalos no Jockey. As apostas do JCB serão conduzidas pelo Pari Mutuel Urbain (PMU), o maior operador de apostas hípicas da Europa e o terceiro maior do mundo.

No último domingo, dia 18, foi a vez dos franceses comparecerem ao Hipódromo da Gávea para a realização da solenidade no Brasil. Estiveram presentes o presidente da PMU, Xavier Hürstel, e o diretor geral da France Galop, Thierry Délègue, além da comitiva francesa das duas instituições europeias de fomento ao turfe.

O momento marca a entrada da PMU na América Latina e a nova estratégia de apostas do Jockey. Para o presidente Palermo, esta é a oportunidade de alavancar toda a cadeia produtiva do mercado de cavalos de corrida, no Brasil. Além da cordialidade entre as entidades, ficou claro o otimismo quanto ao negócio do turfe brasileiro, como destacaram os franceses após a assinatura do documento.

As operações têm início previsto para 60 dias, com 10 anos de duração. Clique aqui e confira mais notícias sobre a parceria com o PMU. 

 

Sobre o PMU:
 
O PMU é um Agrupamento de Interesse Econômico composto por 59 sociedades de corridas. Sua missão é financiar o setor hípico francês que conta com 180.000 empregos, através de seu resultado líquido (€ 850 mi em 2014). O PMU é o 1º operador de apostas mútuas na Europa e o 3º mundial com cerca de 10 bilhões de euros em jogo em 2014. Com 12.500 pontos de venda na França, o PMU também oferece para seus 6 milhões de clientes apostas na Internet e por telefone. Também opera nos 7 hipódromos parisienses.
 
O PMU é um dos agentes mundiais mais importantes do setor com atividade de exportação em 44 países com 72 parceiros que comercializam apostas nas corridas francesas. As apostas ao vivo nas corridas francesas, referentes a 34 operadores em 19 países, estão se desenvolvendo particularmente (+14% perto de € 730 milhões  em 2014). Há algumas semanas, o PMU adquiriu uma participação majoritária no operador de apostas hípicas alemão German Tote e tem uma filial na Bélgica desde 2013, o Eurotiercé.

 

Acompanhe as notícias sobre a parceria com o PMU, clique aqui.

 

Na foto, da esquerda para direita, Joseph Levy, Xavier Hürstel, Carlos Palermo, Thierry Délègue e Sergio Barcellos.